9 de fevereiro de 2011

Discriminação em porta de bancos

Mais um da série:  "O Brasil tem saída: o aeroporto!".

Tentei evitar reclamações sobre o transito de São Paulo e contar sobre meu acidente de ontem, mas acabei sendo conduzida a outro tema: discriminação racial.

Fui hoje numa agência do Itaú e fui impedida de entrar. Não, não fui eu a vítima de discriminação. Já havia um motoboy sendo obrigado a retirar todos os seus "pertences de metal" da mochila e bolsos. Ele tirou tudo: chaves, celular, carteira, muitas moedas. Ia pra frente tentar entrar e voltava atrás da linha amarela. Ficou nessa de ir para frente e voltar por quase cinco minutos. Vocês acham que foi uma questão técnica, que o sensor acusava metais com ele, ou que a aparência dele influenciou (negro com roupas simples)? Será que se ele estivesse engravatado e com uma pose mais confiante ele seria ser parado? Insistiram tanto para que ele mostrasse o que realmente tinha na mochila que a gerente veio até a porta! Ele só pôde entrar se deixasse a mochila com o segurança.

Eu do lado de fora estava inconformada e me coçando para não dizer nada. O que eu ia fazer? Escândalo?

Para comprovar a existência de discriminação nas portas bancárias, segue um vídeo que flagra um desses momentos :







Categories:

7 comentários:

Drinho e Nessa disse...

E ainda me perguntam porque não quero colocar a minha cara preta tão cedo no Brasil!

Juliana disse...

Pois é.. já cansei de ir no Itau cheia de coisas na bolsa, chaveiro cheio de chaves, guarda chuva, celular, moedas, etc e qdo eu educadamente começo a colocar as coisas lá na caixinha da porta o segurança sempre fala: "Não precisa por nada ai não moça, eu libero a porta pra vc"...
Não que eu quisesse ficar travada lá na porta, mas fala sério né! Se eu quiser entrar com uma arma então eu entro pq qdo o segurança vê uma mulher ele já se derrete todo e simplesmente libera a porta!? Me poupe né!!! E nessa mesma agencia já cansei de ver pessoas ficando um tempão presas qse tirando a roupa toda...

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

O que me revolta é que não é o sensor que acusa algo. Eles tem o controle na mão pra deixar entrar sem problema quem eles querem. Pode reparar.

E a vida segue...

Cathe_Dreams disse...

totalmente revoltante !!
esse país é uma....nem vou dizer...cheio de gente nojenta que não merece viver.
mas a gente sabe que existe isso fora daqui. pode não ser nas mesmas proporções mas existe.

abraços !

Brazucanadian disse...

Oi Fernanda, eis o seu blog, mais um ótimo blog que encontrei por acaso, nessa rede de amigos obstinados com um mesmo sonho, gostei dos posts, das informações e da forma como escreve, bacana ver a foto de você formada, to caminhando também para esta reta final e estou feliz e firme no objetivo, fiz um blog novo, adicionei vcs na lista dos blogs que acompanho, quando quiserem, façam uma visita

www.brazucanadian.blogspot.com

uma semana iluminada e cheia de boas energias para vcs

Mr. C.

Lupatinadora disse...

Aqui no Canadá não tem detetor de metais na porta do banco. Isso só existe em aeroporto.

Ah, carro blindado é um conceito que eles nem entendem por aqui ;-)

Também quero vijar nesse balão .... disse...

Como não comentar!!!??!!
Demais o vídeo!!! Parabéns pela postagem!!!
Um grande abraço!