6 de fevereiro de 2010

Que calor é esse?!

Gente, que calor é esse?!

Estou derretendo aqui! Literalmente passando mal. Estou desesperada para ir para um lugar beeem frio (tipo o Canadá, sabe?). Desde criança tenho alergia ao calor. Tenho urticárias e muita coceira no corpo quando as temperaturas ficam acima da média. E para facilitar, nesse verão estou desidratada.

Como disse no último post, estava tendo vômitos durante toda a semana, e tanta perda de líquido, agravado pelo calor que está fazendo, me deixou desidratada. Acho que bebi mais água e Gatorade nessa semana que na minha vida inteira. E ainda assim sinto minha língua esturricada!

Já tomei sorvete, já chupei gelo, já bebi toda água gelada que encontrei, já tomei váaarios Gatorades. Mas nada faz minha sede passar... Não sei mais o que fazer.

Quero agradecer a todos que comentaram o último post e dizer que voltei ao hospital para tentar descobrir o que eu tinha/tenho. Continuei a trabalhar essa semana, mas ainda com vômitos e dor lombar. Com o incentivo de uma professora, fui falar com a coordenadora, que me liberou para ir ao médico. Saí de lá e fui pro Hospital Universitário da USP. Quando cheguei, logo no balcão para pegar senha li em uma placa: "O tempo de espera para consulta médica é de aproximadamente 3 horas". Pensei: "mais um chá de cadeira"...

Fiquei sabendo que não tenho prioridade de atendimento como aluna e fui encaminhada para a sala de espera. Lá cronometrei 15 minutos entre o momento que fiz minha ficha e a minha entrada no consultório médico. Fiquei muito espantada pela eficiência. O médico perguntou o que eu tinha e disse que faria um teste. Deu uns soquinhos na região onde eu reclamava de dor. Como eu não gritei ele disse que eu não tinha dor. Logo me perguntou sobre minha menstruação e disse que seria melhor eu conversar com o ginecologista. Me devolveu a ficha e me indicou a sala do GO.

Cheguei lá e esperei mais 15 minutos. A médica que me atendeu me examinou e disse que não tenho nenhum problema ginecologico, nem gravidez. E deixou mais uma vez em aberto o veredicto sobre o meu problema. Me passou um remédio por 5 dias e recomendou que após esses 5 dias a dor continuar, que eu volte ao hospital. Olha....... eu desisto....

Conversando com uma amiga enfermeira fiquei sabendo de várias medidas que os médicos poderiam ter feito para chegar numa conclusão: exame de uréia e creatina para afastar a hipótese de problema nos rins, hemograma para saber se tenho alguma virose, exame de hormonios, para saber se minha dor está relacionada com uma inflamação nos ovários.... Mas infelizmente, eles não ganham por descobrir cura para as pessoas, ou por exame encaminhado...

Terminei a semana me arrastando. Desidratada, incomodada e com dor de cabeça com esse calor todo. Hoje estou um pouco melhor, com a dor mais fraca. Estou me considerando com uma virose curada, com uma desidratação provocada pela virose, e com uma irritação nos ovários. Mas isso baseado no meu achismo. E com isso vou me arrastando até o fim desse inferno que é o verão.

Updating: Acabo de saber de uma pessoa que teve todos os sintomas que os meus. E que descobriu o que tinha: uma virose com inflamação dos rins. Quase acertei! Agora preciso saber o que faço com meus rins inflamados. Volto no médico? Ainda vou decidir. Enquanto não sei, vou descançar debaixo do ventilador.

Categories: ,

5 comentários:

Bea disse...

Oi Fe, puxa vida que chato heim???

Olha... nem me fale em calor, aqui em Manaus é sempre quente, e parece que cada ano fica pior. Eu tenho problemas de pele por conta do calor tb e é muito difícil mesmo fazendo tratamento dermatológico, ter uma pele saudável.
Sinto muito por vc, espero que vc consiga superar essa crise, vai no médico, volta lá, faz exames e se cuida!

Com relação ao seu comment lá no blog, é vdd, a gente sempre acha que vai demorar muuuuuito! Mas não demora não. O nosso passou voando! A gente sempre lembra como estávamos no ano passado e ficamos rindo de nós mesmos. Ce vai ver como vai ser rápido!

Beijos, bom fds!

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Que absurdo esses médicos onde você foi. Tomara que os do Canadá não sejam assim, ou pelo menos que não encontremos nenhum assim por lá.

E a vida segue...

Família Marcondes disse...

Oi Cesar,
É, não estou tendo sorte...
Acho que um ou outro médico ruim encontraremos sim por lá. Mas não em uma frequência tão grande como aqui. Acho que os médicos no Brasil perderam a motivação, assim como os professores. Acho que a grande questão está no sistema e seu funcionamento. Infelizmente as coisas não estão funcionando, e parecem caminhar para a falência.
Torço para encontrar no Canada, um outro modelo, não perfeito, mas melhor.

Abç
Fernanda

Pati disse...

Nossa, Fernanda que situação!! Mas, se posso dar um conselho, apesar da chatura, não desista de descobrir o que é para não virar algo mais grave... Peça um exame de sangue ou algo assim. Ninguém merece ficar sentindo dor e passando mal sem solução!

merciquebec disse...

fe. espero q vc melhore logo, putz é muito chato ficar assim...esse calor tá demais, mesmo! bjoka. melhoras.