27 de dezembro de 2009

Será que eu sou preconceituoso?

Se eu fosse assim você me olharia de outra forma?

Categories:

5 comentários:

Igor (Projeto Canada 2012) disse...

Tenso!
Tinha um estudo sobre isso na Africa(não sei qual país) ... e era muito triste.... o estudo era feito com bonecas brancas e negras e as crianças tinham que falar qual queriam ser(no caso deles queriam ser a boneca branca) e qual eles achavam que era a boneca "má"(eles falavam que era a boneca negra) ...
O importante é ver a pessoal como um ser humano e não pela cor da pele, um dia se espera que isso aconteceça de fato.

2much-ice disse...

Fer,

Isso é mto triste. Eu não consigo entender. O que tem a ver a cor da pele com a aceitação da pessoa e outras coisas mais?
Deve ser muito difícil conviver com isso.
E tem mais...o pior de tudo é ver que as próprias pessoas da raça negra vivem com esse preconceito. Eu ja tive várias amigas negras que se em algum determinado momento alguem as tratasse mal ou fossem mal atendidas em lojas ou em qq lugar ja falavam: Nossa, vai la vc Ninha que aí eles vão te tratar melhor. Eu ja ficava revoltada com essa maneira delas pensarem.
Mas enfim, isso existe mesmo e esse tipo de pensamento é originado pelo fato da própria escravidão. E como os portugueses foram um dos primeiros a começar com essa palhaçada , nossa cultura e pensamento até hj ainda não mudou. São heranças tolas que reinam por aí até hoje.
Aliás, ao ver um assaltante branco, bonito, alto nesse mundo de crime é comum escutarmos: Nossa, o cara tinha tudo p/ dar certo, bonito e tal. Agora ... e se for ao contrário?
É vergonhoso algumas mentalidades que temos por aí. E o pior é que ngm se esforça o mínimo para enxergar que cor de pele não te faz melhor e nem pior do que ngm.

Bem levantado o assunto.
bjão

Ninha

Família Marcondes disse...

Igor, eu ja assisti esse vídeo que você está falando... realmente, é triste.

Ninha, fico sempre na dúvida: é mais uma questão social, ou uma questão de etnia? Vejo muitos brasileiros dizerem que no Brasil não há racismo, mas não acho isso verdade. O que complica é termos essas duas questões obiviamente atraladas, a etnia e a condição racial. Querendo ou não, ao ver uma pessoa mais simples, e normalmente negra, passa logo na cabeça "é melhor eu ficar atenta". Nunca me vi como uma pessoa racista, mas encaro esse tipo de reação (infelizmente) como uma forma de sobrevivência à sociedade [desigual] brasileira.

Família Marcondes disse...

O link do vídeo que o Igor se refere é este: http://www.youtube.com/watch?v=CPf0eDe8HVo&feature=related

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Esse assunto de racismo é delicado pacas. Mas concordo que a realidade brasileira tem um pouco de racismo puro e um pouco de sobrevivência como foi colocado. O que interessa é que é um comportamento triste que se Deus quiser um dia desaparece com igualdade social e o fim da idéia de que a cor da pele influencia realmente no que uma pessoa é.

E a vida segue...