9 de dezembro de 2010

Poutine

A receita básica é batata, queijo e molho. Mas esta iguaria da culinária franco-canadense tornou-se tão popular, que ganhou diferentes versões e hoje é servida até com ingredientes da alta gastronomia, como o fois-gras (fígado de pato).

O dicionário da História do Francês de Quebec traz mais de 15 significados para a palavra “poutine”. Para os acadians (filhos dos colonizadores franceses no século XVII), poutine é a gíria que descreve “uma bagunça”. Há ainda quem diga que a palavra vem do inglês “pudding,” e que na tradução para o francês ficou “a mess”.




Mas na gastronomia a palavra poutine (pronuncia-se poo-teen ou pu-tine) refere-se a um prato tradicional canadense feito com batatas fritas, queijo e um molho. Há controvérsias sobre a origem deste prato, pois a invenção é disputada por duas cidades rivais e bem próximas de Quebec City: Victoriaville e Drummondville. O que não se discute é que sua invenção foi em 1957 por Fernand LaChance, quando um de seus clientes pediu para que ele lhe servisse batatas fritas com queijo e LaChance, contrariado, mandou o cozinheiro do restaurante misturar os dois juntos, alegando que iria fazer uma sujeira, bagunça.

A ideia logo ficou popular entre os moradores da área rural de Quebec e atualmente a poutine ganhou adoradores em todo território canadense. Mas nem sempre foi assim, pois para a população fraco-canadense, que é conhecida pela sua alta gastronomia no país inteiro, ter um prato da zona rural fazendo sucesso país afora era vergonhoso. Mas isso não impediu que que a poutine ganhasse fama e virasse febre. A “receita” ganhou até destaque internacional. Chegou a Nova York nos anos 1970 conhecida como “disco fries” entre o pessoal da balada da época.

Com valor calórico médio de 700 calorias, esta iguaria ganhou tamanha popularidade que hoje é servida como entrada em diners, restaurantes, lojas de fast-food e até misturada com ingredientes da alta gastronomia em restaurantes tradicionais canadenses como au Pied de Cochon, em Montreal, por exemplo.

Os ingredientes principais da poutine são:

1) A batata – Tem que ser cortada a mão e em cortes não muito finos nem grossos. Tem que ser frita em banha pura e nunca em óleo vegetal.

2) O queijo – Tradicionalmente em Quebec se usa a parte coalhada do queijo (cheese curd) Frommage Beaucronne do dia, que possui umidade de 47% e dá uma leve “rangência” nos dentes ao ser mordida.

3) O molho – Geralmente é feito com carne de boi (gravy), mas pode ser vegetariano ou até de veloute de frango.

Com a fama, a poutine ganhou diversas versões com outros ingredientes. O básico está acima, mas você pode usar sua imaginação e criatividade para fazer o recheio que desejar.

Poutine Itallienne: com molho de tomate no lugar do molho com carne de boi.

Poutine Bourguinonne: adiciona-se carne moída ao molho de tomate.

Poutine BBQ: com molho de churrasco americano.

Disco Fries: originária de diners de New York, junta-se molho de frango com o queijo e coloca-se sobre as batatas fritas.

 
Extraído do site OiToronto, por Thiago Rangel 
Categories: ,

2 comentários:

Joana disse...

Hummmmmmmm...

ótimo post! Ainda bem que fui avisada que o molho é de carne, sou vegetariana, vou procurar o Poutine Itallienne!

Otima dica!

Joana

http://partiulafora.blogspot.com/

Diário Canadá Brasil disse...

Olha, Fernanda tbm é cultura...