14 de janeiro de 2012

Como filhos de imigrantes são recebidos nas escolas do Quebec


A maioria das crianças que chegam ao Quebec e que não falam o francês terão a oportunidade de aprender o idioma e se integrarem rapidamente à sociedade graças aos serviços concedidos especialmente para elas.

Na pré-escola, as crianças são integradas em grupos regulares, mas recebem duas horas de suporte em francês por semana.

No ensino primário, as crianças vão para classes de acolhimento para aprender o francês. Nessas classes, o professor as ensina o francês, mas também as outras matérias. Em geral, depois de um ano, as crianças são encaminhadas para a classe regular, com um suporte suplementar em francês se houver necessidade.

No ensino secundário, os jovens vão também para classes de acolhimento, normalmente por um ano. Eles podem estar integrados em grupos regulares por certos programas de estudos como artes, educação física, etc;

Além disso, existem diferentes serviços para as crianças com dificuldades de aprendizagem ou com grande atraso escolar.

Para saber sobre o programa de acolhimento e suporte à aprendizagem da língua francesa para estudantes não francofones, clique aqui
Categories: ,

2 comentários:

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Acho muito legal como o sistema de ensino e totalmente adaptado aos imigrantes recem-chegados. Nota dez.

E a vida segue...
www.calgary2012.blogspot.com

Mari disse...

Aqui em Ontario, pelo que eu vi, as crianças do primário (kindergarten até grade 4) já vão direto para a classe junto com todo mundo e na maioria das escolas têm professores de ESL (ingles como segunda lingua). Em algumas escolas estes professores ficam com a criança todos os dias, em outras apenas algumas vezes por semana.
Na primeira serie o edu tinha esl algumas vezes por semana e uma colega de classe brasileira que fazia o trabalho de interprete entre ele e a professora.