15 de agosto de 2010

Sobre como está a correria

Postinho com atualizações curtas.

A correria aqui está grande mas sei que valerá a pena. Estou providenciando para que tudo dê certo e que de fato me forme esse fim de ano. Assim como algumas universidades, a USP cobra além das disciplinas, horas de estudos independentes e estágios obrigatórios. No total são 400 horas para cada um dos dois. É muita coisa! Principalmente para quem trabalha em período integral e tem filhos.  Então estou tentando completar minhas horas na medida do possível.

Como tenho uma janela nas minhas tardes, começei a procurar cursos de francês. Mas infelizmente no horario das 16h as 18h não encontro grupos formados. A opção que me sobre é pagar aulas particulares. A École St Paul fica bem pertinho do meu trabalho (quase na esquina), passei lá e vi que existe a possibilidade de rachar o custo com alguém. O preço da hora/aula é a mesma se fizermos em duas pessoas. Porém... não tenho com quem dividir ainda, especialmente para o básico 3. Por essa razão não fechei nada ainda.

Foi então que vi que as inscrições dos mini-cursos de idiomas da Faculdade de Educação estavam abertas. Me inscrevi e na semana seguinte descobri que fui sorteada. É um curso regular que acontece das 18h as 19h20, duas vezes por semana, sem taxas ou mensalidades. Fiquei muito feliz! Só não sei qual é o foco das aulas, mas já acredito estar me beneficiando pela oportunidade de praticar a conversação. Se eu sentir que o conteúdo está fraco, estou pensando em fazer mais um módulo online na Ecole Français Quebecois. E se precisar, umas aulas particulares na St Paul.

Sobre o emprego na escola internacional. Estava super empolgada nas duas primeiras semanas, achando que seria moleza. Foram as crianças chegarem pra eu descobrir que é punk! rs Tá sendo super cansativo, mas ainda assim, gratificante. Sei que meu inglês precisa fluir melhor, mas tenho certeza que até o fim do ano estará bem afinado. Prontinho pra ser usado no Canadá.

Eis o prêmio que eu queria ter ganhado
Essa semana recebi uma carta da Bishop's e um telefonema do dono de alguns apartamentos para locação de Sherbrooke. A carta da Bishop's era sobre detalhes sobre a primeira semana de aula, sobre onde eu devo comparecer, quais documentos pegar, onde me matricular, etc. E além disso no envelope veio um adesivo para carro da universidade. Entendi esse presente como um premio de consolação. Mas pra ser honesta, eu ficaria mais consolada com um moletom da Bishop's. Cheguei a tentar comprar ele pela internet, mas descobri que ele não é vendido para outros países. Uma pena..... Vou ter que esperar chegar nas terras geladas para encomendar meu premiozinho...

O dono dos apartamentos que me ligou durante a semana foi aquele português do qual já contei aqui no blog. Eu havia entrado em contato com ele quando ainda pensavamos em ir para Sherbrooke. Eu quase fecho negócio. Mas como esse português não me mandou notícias e nós mudamos de idéia sobre ir agora, deixei pra lá. Minha mãe que atendeu o português e disse que não iremos mais. Ele disse que se precisarmos é só entrar em contato com ele. E ficou assim.

Como vocês podem perceber pelos ultimos posts, Gatineau está chamando nossa atenção. Acho que já achamos nosso destino. Agora vou só correr atras para ajeitar tudo para nossa ida.

E por enquanto é o que estou conseguindo fazer. Não vejo a hora de chegar o fim do ano para começar de fato nosso processo.
Categories:

3 comentários:

Rêver du Québec disse...

Oi Fe, legal saber de vc!! Eu estava meio por fora dos acontecimentos, sem tempo pra msn também....Mas fiquei feliz em saber dos avanços, to na torcida não esquece!!
Beijos

Paola Tavares Silva Wortman disse...

oi! que bom que vcs estao pensando em ottawa-gatineau ... nos tb! e quando vc acha que irao? nos pensamos em ir em julho 2011.
qual a idade dos seus filhotes? aqui sao 3 meninas: Vitoria de 5 anos e 8 meses, Gabriela de 3 anose 4 meses e Louise (esta ja tem nome de canadense ... rsrsrs) de 10 meses.
super beijos!! paola

Thiago disse...

Olá, como leitor do blog e futuro imigrante também, estou vendo que você tem dificuldade em encontrar uma boa escola. Eu fiz boa parte do francês numa escola perto do metro Santa Cruz, e eu me lembro que a aula particular era bem em conta e o melhor é que a maioria dos professores são do Québec. www.ecolequebec.com.br
Boa sorte!