27 de novembro de 2009

O Budismo e a Imigração

Existe uma crença popular no Brasil de que se você contar seus planos, sobre sua vida, você pode atrair mal olhado, olho gordo, ou outros nomes dados a isso. A idéia é que a má energia que o outro colocará sobre você poderá fazer que dê errado seu plano.

Eu não acredito nessa teoria. Tanto que estou aqui escrevendo num blog sobre nossos planos sobre o Canadá. Para sustentar minha opinião uso o argumento do Dalai Lama: ninguém tem o poder de te fazer mal, a não ser que você o permita. (Claro que não estou falando de agressões físicas). Você só fica mal com um xingamento, por exemplo, se você aceita-lo, se se envolver na situação, deixando-ser agredido.

Da mesma forma, acredito que nenhuma má energia é capaz de fazer todo um processo desandar. A nossa encanação com a tal história do mal olhado é que dá ação a coisa.

Outra filosofia budista que usamos bastante durante o processo de imigração é a Paciência, e muita paciência! Segundo o budismo, devemos aproveitar as oportunidades que recebemos para praticar a paciência. E quer oportunidade melhor para isso que a Imigração?!

To achando que até o final do processo estarei um pouquinho mais perto da iluminação... Rs.

Categories:

4 comentários:

2much-ice disse...

Well,

Depois desse seu texto, acho que o segundo lugar que todo imigrante se encontrará é no céu coooooom tooooda certeza! hahahahaha.

Bjs, adorei

Ninha

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Se você não tem paciência, não dura até o fim do processo.

E a vida segue...

Dani disse...

Oi Fe!
Eu tb não acredito que as pessoas tenham tanto poder assim a ponto de conseguirem fazer um processo não dar certo. Mas que tá cheio de invejoso por aí, isso tá! E eu nem ligo!! Já vi que vc tb não!
Qto à paciência... sempre que vc acha que tem bastante precisa arranjar um pouquinho a mais!

Bjo, bom fim de semana

Lely K. disse...

Olá Família Marcondes!
Fernanda, obridaga pelo comentário no post!

Eu achei esse post muito legal!
Também acredito que ninguém pode te fazer mal a não ser que você permita. Como diz o meu marido "energia é o que liga a luz" hehehe.:P
O importante é a gente ter fé e perseverar ao ir atrás dos nossos objetivos.

E apesar de precisar muito de paciência para esse processo de imigração (que demora!), é até bom que demore um pouco. Tem muita coisa importante que é preciso ponderar. Mas quando você vai ver, já tá tudo se encaminhando! :)

Grande abraço pra vcs!

Lely