20 de julho de 2010

Não era para irmos mesmo

Vendo as coisas como estão caminhando, tenho percebido que fizemos a escolha certa de termos ficado. As coisas realmente não aconteceriam do jeito que planejamos.

Por exemplo, para conseguir meu visto de estudante eu teria que esperar o meu CAQ sair, ou declarar que ficaria menos de seis meses. Mas, por conta de alguns documentos, meu CAQ ainda não saiu, e o documento que faltava já foi enviado há um mês atrás. Imagino a correria que seria para esperar o CAQ, correr atras de despachante para ir no consulado para pedir o visto de estudante e o visto de trabalho.

Outra coisa que poderia atrapalhar nossos planos é a ajuda de uma amiga que iria apresentar o Leonardo a algumas pessoas da área que ele quer trabalhar. Como essa amiga nossa está com problemas pessoais, não seria momento para pedir esse tipo de ajuda. Ela poderia até discordar do que estou falando, mas eu não gostaria de incomodar.

E para completar, fui chamada por duas escolas que eu sempre quis trabalhar. Vou ter que fazer a coisa chata [ironia] de escolher onde quero trabalhar.

No fim, vamos fazer as coisas direito e com segurança. Estou mais segura pelo fato de eu ser a aplicante principal e com o meu francês. A idéia agora é ir um passo de cada vez.
Categories:

4 comentários:

Marcos disse...

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3:01

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Faço minhas palavras as do Marcos. "Tudo tem o seu tempo determinado."

E a vida segue...

Jorge disse...

calma que no momento certo tudo começa se encaixar... Imigração é um mistura de várias coisas, entre ela paciência!!!

Abraço!!!
http://uvosnumafria.blogspot.com

buzuzu disse...

Oi Fe, já falamos sobre isso né amiga, Deus sempre sabe o que faz e sempre faz para o nosso bem!!!
Estamos na torcida, sempre!!
Beijão